Logo

Acompanhe agora as novidades no projeto #Toquio2020

Como anda o treino da Letícia Saltori e que trabalho será feito com o Mateus Soares, novo integrante do projeto

Acompanhe agora as novidades no projeto #Toquio2020

Hoje queria falar pra você um pouco de como anda o projeto #Tóquio2020 que começou com a Letícia Saltori em 13/6 e já está fechando quase um mês de musculação.

A Letícia tem uma rotina de treinos quase diários, com apenas um dia OFF na semana (domingo), isso quando não participa de competições. Então optei em indiciar apenas uma sessão de exercícios semanais.

Pode parecer pouco, mas é muito bom pra quem já tem pelo menos mais 5 sessões de treinos intensos na semana. Com a inserção da musculação na rotina, tiramos uma das sessões de treinos de corrida. Isso mesmo, ela está fazendo musculação e correndo menos do que corria antes.

Esperava que um efeito de queda de performance acontecesse pelo menos nas primeiras 4-5 semanas, mas até me surpreendi com o resultado. A Leticia relatou dores musculares (normal) nas primeiras duas sessões, o que fez as pernas ficarem pesadas pra correr. A partir da terceira elas foram mínimas e não influenciaram mais os treinos de corrida.

Onde colocar a musculação na semana de treinos

E aqui fica a primeira dica/cuidado que você deve ter na hora de começar a fazer musculação: olhe para sua semana como um todo. Não se faz musculação no “dia-que-dá”. A gente faz no dia mais adequado.

Evite fazer no mesmo dia de qualquer outro tipo de treino. Dia de treinar musculação, é dia de treinar musculação. E só! Se você for muito treinado até da pra fazer musculação pela manhã, e umas 6hs depois, à tarde, uma corrida de leve a moderada. Não mais que isso.

Se você tem treino de tiros na sua semana, faça a musculação no dia seguinte a eles. Se você treinar musculação no dia anterior pode ficar com dor muscular tardia, e vai ficar muito difícil fazer tiros dolorido.

Os primeiros resultados

Logo após concluirmos 3 semanas de treinos (que duraram aproximadamente 15 minutos) a Letícia teve um grande desafio: a prova de KTR Trail Run em Campos do Jordão. Eram 42km de muitas subidas e descidas em trecho bastante acidentado. E como nas últimas provas a Leticia tinha sentido bastante fadiga muscular em provas com essa característica, a estratégia era dosar na primeira metade e deixar sobrar força para o final.

leticia ktr com tempo

No final da primeira parte da prova e Leticia falou que estava “inteira demais” e  até estranhou isso, pois falaram pra ela que seria bem duro o trajeto. Outro relato dela foi que ela se sentiu muito mais leve, com mais força para encarar as descidas e subidas do percurso.

Mas o mais legal não foi isso, foi ela ter conseguido terminar em primeiro lugar, 40 MINUTOS na frente da segunda colocada e, principalmente, conseguir treinar normalmente, um treino de tiros, na terça-feira, apenas 72hs após a prova. Até ela se surpreendeu.

Mas isso é o que eu esperava, quem sabe não tão cedo, eu apostaria em 4-5 e não em 3 semanas para conseguir ver o resultado, mas as pessoas respondem de formas diferentes e não é incomum isso acontecer.

É muito bacana ver que estamos no caminho certo, que foi uma ótima escolha ter inserido a musculação na rotina de treinos, e que deixar de correr um dia não prejudica em nada o desempenho.

Na ultima semana eu comecei a ajudar a Leticia também na organização de seus treinos de corrida, determinando frequência, intensidade e volume de treinamentos, junto com o pessoal da Equipiazza. Mas isso é conversa pra um outro post, rsrsrs.

Novo integrante do projeto #Tóquio2020

E nessa semana, mais um atleta vai começar a mudar sua rotina de exercícios incluindo a musculação como parte fundamental da preparação para provas de maratona: o Mateus Soares.

mateus soares

O Mateus é hoje o melhor corredor do sul do Brasil, sendo o primeiro bi-campeão da maratona de Punta del Leste, campeão (2015) e vice (2016) da maratona de Porto Alegre, vice-campeão da maratona da Disney e tendo como melhor marca 2h18m49s em Frankfurt no ano passado.

O Mateus tem uma rotina de treinos bem diferente da Letícia, e apesar da abordagem na musculação ser a mesma, a inclusão da sessão de exercícios precisa ser pensada de forma muito individual. Atualmente ele não faz absolutamente nada de musculação, é só corrida.

Como o volume de treinos é muito maior, inclusive com dias que contém duas sessões de treinamento, a musculação precisa se adequar a tal condição, observando o volume e intensidade dos exercícios de cada dia do atleta. E isso serve pra todo mundo: não existe "receita de bolo" no treinamento. Eu analiso cada caso individualmente, sendo que a prescrição fica pessoal e intransferível.

Considerações iniciais e primeira sessão

Apesar de ter tido apenas uma conversa inicial com o Mateus, sendo nesse sábado o nosso primeiro treino (aguardem vídeos), já deu pra notar algumas coisas pelo próprio relato do atleta.

Ele diz sentir um incômodo na parte posterior da coxa, como se fosse câimbra, nos 6-8km finais da prova. Isso é bem característico de falta de força nos isquiossurais, que são muito exigidos em atletas que mantém uma frequência de passada alta, ao redor de 170-180ppm.

Além disso ele tem uma certa recorrência de lesões no tendão do calcâneo e fascíte plantar. Num teste simples de agachamento deu pra notar que a flexibilidade do tornozelo não é das melhores, e pode ser esse o problema. Na dúvida, vamos fortalecer bem a panturrilha e evitar futuras lesões.

Mas é um atleta com um altíssimo potencial e que me deixa muito empolgado a oportunidade de poder ajudar. Quero aproveitar e deixar aqui, novamente, um agradecimento público à Leticia Saltori, que me indicou o Mateus para que pudéssemos fazer essa parceria e ao Cleimar Rodrigo, da Cia dos Cavalos, assessoria de corrida do RS que é quem prescreve a parte de corrida para o Mateus e que está confiando no meu trabalho.

Dentro em breve teremos mais novidades. Fiquem ligados e acompanhando tudo.

E se você também tem interesse em incluir a musculação nos seus treinos, melhorar sua performance e reduzir a incidência de lesões, entre em contato:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Abraço

blog comments powered by Disqus