Logo

[DESAFIO] Descubra o quanto você não sabe sobre musculação

alterofilista pensando

O artigo de hoje é um pouco diferente dos outros, pois é interativo. Ao invés de eu fornecer informações técnicas-científicas sobre aspectos quaisquer da prática de musculação, você poderá preencher aqui um teste rápido com 10 perguntas envolvendo alguns temas aplicados ao treinamento resistido.

O Brasil está na briga pela liderança no maior número de academias de ginástica do mundo, segundo dados levantados pelo SEBRAE em 2014, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Nessas academias, uma quantidade enorme de profissionais orientam a prática de exercícios resistido de um número ainda maior de alunos. Mas quantas dessas pessoas realmente entendem de musculação?

Você deve estar se perguntando… Como assim, os profissionais não entendem de musculação?

Assim como todas as áreas da Educação Física, o treinamento com pesos é coberto de paradigmas e senso comuns. Ainda, infelizmente, vale a máxima de sabe mais quem é maior.

Entretanto, o acesso a informações de qualidade é enorme, e basta uma breve busca na internet para que se encontre informações de qualidade em sites especializados em artigos científicos.

Isso deveria ser uma fonte rica de informações aos profissionais que prescrevem esse tipo de exercício, e mesmo aos praticantes mais entusiasmados, que poderiam e deveriam utilizar esse conhecimento para sustentar a sua prática. Mas não é bem o que acontece.

Se você acompanha as mídias sociais vai perceber que o tipo de informação mais divulgada envolve “segredos” e “métodos rápidos” para resolver o problema, e que normalmente são sustentados por um “shape irado” do profissional que faz o texto ou o vídeo.

Ou ainda uma técnica de execução de exercícios mirabolante, ou um “sistema de treino avançado” utilizado por um famoso sarado. Mas até que ponto quem executa, sabe o motivo pelo qual está executando?

Fica evidente que o que motiva essa prática é o apelo visual e emocional que aumenta a audiência desse tipo de conteúdo e consequentemente o consumo dos produtos e serviços que se aproveitam dessa audiência.

Então vamos ao teste

O teste ficará aberto até terça-feira, dia 2 de maio. Você só precisa colocar seu nome, email e um apelido para se identificar (sugiro um nome criativo, para que não exista outro igual, como combinação de palavras e números), que sequer precisa ser seu nome real.

Cada pergunta terá um valor diferente. Na quarta, 3 de Maio, eu farei a correção e enviarei a resposta para seu e-mail, além de publicar a classificação dos participantes aqui no blog.

O mais legal, é que no dia da publicação dos resultados, cada uma das perguntas será, além de corrigida, respondida, e você não só saberá o que acertou e errou, como também o que está errado, o que está certo, e a sustentação científica para tal afirmação.

Você pode inclusive combinar com seus amigos, seus parentes, o pessoal da academia e tudo mais, de colocar uma identificação comum (tipo, o nome da academia, ou uma sequencia de números) e ver quem realmente sabe mais e quem sabe menos.

Topa o desafio? Então vamos lá

Faça o teste aqui e compartilhe com seus amigos.

 

Link direto para o teste aqui.

blog comments powered by Disqus