Logo

A atenção à técnica de execução

pl header

 

Levantadores de pesos não são fisiculturistas (e por favor, não estou falando aqui de quem é fisiculturista de competição, estou falando aqui de quem leva a sério a idéia de moldar o corpo utilizando exercícios).

O ato de levantar o peso por si só não deveria ser o objetivo do treino. Mas é o que ocorre nas academias. O povo esquece que o exercício é apenas o meio para um objetivo diferente (ganho de força, hipertrofia, etc.). Entretanto, vemos por muitas vezes "competições" de levantamento de pesos, onde o mais importante é mover a carga, independente da forma ou estímulo gerado. Experimente dizer para alguém reduzir a carga e se concentrar mais no exercício para você ver a confusão que você arruma!

Pois bem, no estudo abaixo, os autores investigaram o poder de se concentrar no exercício no ganho de força muscular. E foi apenas a concentração, sem o exercício propriamente dito.

Os autores solicitaram aos participantes que se imaginassem realizando o exercício de flexão do cotovelo. Um grupo imaginava em 1ª pessoa, como se estivesse realizando o execício (internal motor imagery - IMI). Outro grupo imaginava como se estivesse vendo a si próprio, num espelho, realizando o exercício (external motor imagery - EMI). Fizeram isso durante 6 semanas, 15 minutos por dia, 5 vezes por semana. Um terceiro grupo serviu de controle

Ninguém fez nenhum tipo de exercício, que fique bem claro.

Ao final da 6 semanas, o grupo IMI obteve um ganho de 10,8% na força dos flexores do cotovelo (!!!). Sem treino. Em apenas 6 semanas. Esse resultado é explicado pela relação existente entre a imaginação do movimento e a formação de programas motores necessários para executá-lo. Mas é muito interessante o resultado pois apresenta uma relação bastante íntima do controle muscular com o movimento em si.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3783980/pdf/fnhum-07-00561.pdf

Será que não é necessário uma maior atenção na qualidade de execução, na concentração do movimento, na ação muscular? Será que empurrar o peso a QUALQUER CUSTO é realmente tão eficiente? Será que o peso por si só define algo? SERÁ?

Não se convenceu? Então tá. E se a ideia fosse essa: eu sei que se você treinar, sua força aumenta. Se você parar sua força diminui, certo? Ok. Mas se quando você parar após um período de treino, você ficasse imaginando (nada de exercício, feche o olho e apenas imagine...) que você estivesse treinando? Bom, nesse caso sua força se mantém! E tem muitos outros artigos com a mesma conclusão, inclusive alguns estudos onde não houve apenas manutenção, mas ganho de força com o treinamento por imaginação.

http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.289.4065&rep=rep1&type=pdf

 

Siga-me nas redes sociais.  Cadastre-se aqui no blog e receba as atualizações.

Canal do Youtube: Professor Ricardo Martins de Souza

Facebook: facebook.com/exercícioresistido

Instagram: @dr.ricardo.souza

WebSite: ricardosouza.pro.br

Quer mais informações sobre cursos de capacitação técnica e profissional para você e os professores de sua academia? Procura uma assessoria on-line e presencial para a montagem de seus treinamentos? Entre em contato!

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

blog comments powered by Disqus